A Hydro Hammock é uma mistura de banheira quente e rede, criada por Benjamin H. Frederick. Além de super relaxante, conta com um sistema de aquecimento portátil que aquece a água usada. O tecido é resistente e impermeável podendo agüentar até 2 adultos e cerca de 50 litros de água. O sistema de aquecimento atualmente roda em gás natural, embora haja planos para expandir a bateria e energia solar também. Super relaxante!!

hydro-hammock-hot-tub-bath-portable-benjamin-frederick-27 hydro-hammock-hot-tub-bath-portable-benjamin-frederick-28 hydro-hammock-hot-tub-bath-portable-benjamin-frederick-34


Sebastian Magnani é fotógrafo profissional de Zurique, na Suíça. Pensando na semelhança de animais de estimação e seus donos e inspirado em seu antigo projeto chamado”Underdogs” ,  Sebastian decidiu fazer o mesmo com os bichanos – fundir as imagens de gatos com seus respectivos donos. Segundo ele  “Os gatos têm esses belos olhos impressionantes – realmente cativantes e enormes. São como portas, algo que alguém pode encantar. Mágico e hipnotizante. Os olhos, como um espelho da alma.”

Undercats-by-Sebastian-Magnani27__880 Undercats-by-Sebastian-Magnani22__880 Undercats-by-Sebastian-Magnani24__880 Undercats-by-Sebastian-Magnani25__880 Undercats-by-Sebastian-Magnani26__880


Viktorija Raggana é uma fotógrafa lituana que se inspira pelas exuberantes paisagens naturais de sua cidade natal, para criar imagens incríveis, cheias de mistério. Segundo ela, sempre surgem perguntas sobra sua criação ser dominada por personagens místicos e lembrarem contos de fadas. Para desmistificar esta idéia, e aproximar a vida concreta, homem e natureza, ela criou este novo trabalho. Para ela “Cidades são apenas uma ilusão de segurança, fortaleza, onde podemos nos esconder e criar uma zona de conforto adequado. Florestas não são tão escuras e feio como muitos de vocês pensam. Pântanos não vão engolir vocês. Mesmo os lobos, eles nunca vão atacá-los e arrancar seu coração. Em todos os lugares é uma conexão.”

Nature.Lithuania__880 Nature.Lithuania10__880 Nature.Lithuania11__880


A massa é preparada a partir de batatas para fazer a receita ser livre de glúten, além de perfeita para os vegetarianos. Dá água na boca, é bem simples e rende 8 porções:

5589b6e6b9a0e

Ingredientes Para a massa

– 3 batatas médias ou grandes

– 2 colheres de sopa de margarina derretida

– ¼ colher de chá de sal e pimenta

5589b6e715a36

Para o recheio

– 350 g de tofu macio bem drenado

– 2 colheres de sopa de fermento nutricional

– 3 colheres de sopa de homus (pasta de grão de bico )

– Sal e pimenta

– 3 dentes de alho picados

– alho-poró cortado muito fino (pode substituir por cebola cortada em cubos)

– 3/4 xícara de tomates cereja cortados ao meio

– 1 xícara de brócolis picado

 

Preparação

  1. Pré-aqueça forno a 230 ° C e pulverize a forma da torta com um pouco de óleo.
  2. . Rale as batatas. Quando terminar, deixe descansar em um pedaço de papel toalha limpo para que ele absorva o excesso de umidade. Regue com margarina derretida, sal e pimenta e mexa um pouco a bandeja para cobrir bem as batatas. Pressione-as com os dedos para formar uma camada uniforme sobre o fundo e os lados.
  3. Asse de 22 a 27 minutos ou até que as batatas estejam douradas.
  4. Corte os legumes e alho e coloque em uma assadeira. Polvilhe com duas colheres de sopa de azeite de oliva e uma pitada de sal e pimenta. Mexa para cobrir a panela e leve ao forno. Após 15 minutos diminua para 200 ° C. Continue cozinhando até que os vegetais estejam macios e dourados. No total, vai demorar 20 a 30 minutos.
    5589b6e78deb6
  5. Coloque o tofu em um processador de alimentos, juntamente com o fermento nutricional, homus, ¼ colher de chá de sal e pimenta. Processe até ficar cremoso.
    5589b6e7e2279
  6. Quando os legumes estiverem prontos, coloque-os em uma tigela e despeje sobre eles o creme. Mexa e tenha cuidado para formar uma camada uniforme.
  7. Asse a torta a 135 ° C durante 30 a 40 minutos ou até estar firme e dourada. Deixe esfriar e sirva. Decore as porções com ervas frescas ou cebolinha.
  8. Você pode guardar o que sobrou por dois dias na geladeira.
    5589b6e85b102

 


Desde 1993, os agricultores da aldeia japonesa de Inakadate, criam arte em arrozais, misturando uma variedade de linhagens de arroz para criar belos desenhos em grande escala. Já fizeram imagens de Mona Lisa, Napoleão e até Marilyn Monroe, assim como ícones tradicionais japoneses e figuras. Para ver essas obras de arte, uma plataforma de observação muito alta é erguida e centenas de milhares de visitantes vão ao local. Os desenhos são projetados pela primeira vez em um computador para descobrir onde e como plantar o arroz. Em seguida, centenas de voluntários plantam as estacas de arroz colorido (geneticamente modificado), que se misturam com a natureza verde para produzir arte. Tudo começou quando, há 20 anos a aldeia passou por sérios problemas financeiros, após o fracasso de um parque de diversões com tema do Neolítico, pois a vila é uma das mais antigas regiões de cultivo de arroz no norte do Japão deixando-os com uma enorme dívida. A arte do arroz salvou-os, pois custa apenas US $ 35.000 por ano para alugar, plantar e manter os desenhos e a aldeia ganha US $ 70.000 em receitas de turistas, ajudando-a a se reerguer.

japanese-rice-paddy-art-12[2] japanese-rice-paddy-art-1[2] japanese-rice-paddy-art-2[6] japanese-rice-paddy-art-4[2]art

 


Inventor britânico Clive Sinclair lançou uma campanha de crowdfunding para produzir uma versão elétrica da A-Bike, bicicleta dobrável com rodas de apenas 13 centímetros de diâmetro . Esta nova versão, além de tudo, possui um motor na roda da frente que se inicia quando o usuário começa a pedalar. Composta de materiais leves, toda a bicicleta pesa 12 kg. Os designers descrevem-na como  a “mais leve e compacta bicicleta elétrica do mundo”. A velocidade máxima é de 20 quilômetros por hora e o peso máximo que a A-Bike suporta é 100 quilos. A bateria de 24V permite que a A-bike percorra uma distância de até 25 quilômetros e seu design permite dobrá-la e guardá-la facilmente em qualquer lugar.

A-Bike-Electric-Sir-Clive-Sinclair_dezeen_784_7 A-Bike-Electric-Sir-Clive-Sinclair_dezeen_784_1 A-Bike-Electric-Sir-Clive-Sinclair_dezeen_784_4


A Base de Pesquisa Chengdu, na China, além de fundamental para a sobrevivência dos pandas gigantes, que estão em perigo de extinção, é o lugar mais adorável do mundo. Nela, uma “creche” para os bebês pandas funciona no centro de reprodução e berçário especializado, que visa produzir novos pandas para revitalizar a população selvagem cada vez menor, que pode ser de apenas 1864 ursos hoje. Cada pandinha é um pequeno milagre, uma vez que as fêmeas da espécie são capazes de se reproduzir por apenas 2-3 dias no ano e  só dão à luz a um filhote a cada dois anos. Fofos demais!!!

panda-daycare-nursery-chengdu-research-base-breeding-18 panda-daycare-nursery-chengdu-research-base-breeding-6
panda-daycare-nursery-chengdu-research-base-breeding-9
min795038OLYMPUS CORPORATION panda-daycare-nursery-chengdu-research-base-breeding-12


Inspirado na arte japonesa do origami, com um design inovador e uma idéia genial, o projeto “Growth” (crescimento, em inglês), além de vaso, tem design moderno e é uma bela peça de decoração. Planejado por Bike e Begun, do Studio Ayaskan, de Londres, ele busca tornar vasos de plantas mais sustentáveis, uma vez que, acompanhando o crescimento das plantas, não há necessidade de trocá-los por outros maiores. Sobre o projeto a dupla comentou, “Na natureza, tudo evolui, se adapta, cresce, floresce, degrada, morre, é absorvido e reutilizado. A abordagem moderna para a construção é o oposto. Aqui, as coisas existem em etapas: objetos são produzidos, usados, descartados. O “Growth”, através de seu padrão de origami cuidadosamente calculado, imita a habilidade da natureza de crescer e se transformar ao longo do tempo, trazendo essas habilidades ao objeto fabricado.”

origami-pot-plant-grows-studio-ayaskan-4 origami-pot-plant-grows-studio-ayaskan- origami-pot-plant-grows-studio-ayaskan-2


ENVIE SUA FOTO USANDO USENATUREZA E GANHE…

newsconcurso3

Se você ama a natureza participe!

Algumas ideias

Onde?
Pode ser no parque, na yoga, na caminhada, no sítio, na academia, no picnic…
Quando?
Pra abraçar seu bichinho, pra relaxar, pra ir na feirinha de domingo, pra viver a vida, pra viajar, pra andar de bike, pra ver o por do sol.
Como?
Ai vai da tua criatividade, personalidade, estado de espírito…

1º lugar
As 10 melhores fotos ganharão produtos UseNatureza, que poderão ser escolhidas na loja usenatureza.com, e também podem aparecer no nosso Instagram como amantes da natureza.
2º lugar
Ganhe um cupom de desconto de 15% para comprar produtos na loja usenatureza.com, além de poder aparecer no nosso Instagram como amantes da natureza.
Como participar
Você pode enviar + do que uma foto sempre usando UseNatureza (podem ser fotos ou selfies) para o e-mail promocao@usenatureza.com

Não esqueça de nos enviar seu Instagram ou sua página do Facebook pra gente avisar você.

O concurso termina dia 26/07.

* Somente podem participar clientes da UseNatureza.


Koyashskoye é um lago de sal localizado na costa da Península de Kerch, na Criméia. Suas águas tem uma tonalidade rosa, devido à presença de algas microscópicas que absorvem e utilizam a luz solar para criar mais energia, deixando a água em tom rosa. Esse pigmento é o beta-caroteno, muito utilizado na indústria farmacêutica como corante alimentar e fonte de vitaminas. O lago não é grande – cerca de 4 quilômetros de comprimento e 2 km de largura, e bastante raso. O fotógrafo ucraniano Sergey Anashkevych se encantou pela cor e fez estas imagens maravilhosas.  O lago não é muito conhecido por turistas, mas popular entre os moradores locais, que dizem que a lama do lago contêm propriedades curativas. Ele pertence a Opuksky Reserva Natural, criada em 1998.

koyashskoye-salt-lake-5[6]koyashskoye-salt-lake-7[2]koyashskoye-salt-lake-9[2]


12345...102030...